Buffer + Boost

Feliz ano novo para todos, mega atrasado!

No blog sempre frisei a importância de um buffer no caminho do sinal da guitarra. Outro circuito que para mim é indispensável é um bom boost. Pensando nisso resolvi fazer um pedal “frankenstein” para ser o primeiríssimo na cadeia de pedais e suprir em um só aparelho a necessidade de um buffer para evitar perdas de sinal e um boost limpo que vai bem em qualquer equipamento.

Escolhi dois circuitos simples e muito conhecidos por todos. O buffer utilizado em todos os Ibanez Tubescreamer:

buffer

 

E o boost, circuito simples e clássico do Electro Harmonix LPB1:

lpb1

 

Como é um pedal para ser utilizado como o primeiro de todos para justamente evitar perdas de sinal, resolvi que não teria bypass, e sim uma comutação entre a saída do buffer e do boost. Então quando o pedal está “desligado”, na verdade está o buffer atuando no sinal:

boostlpb1

 

O circuito apresentado funcionou muito bem e o chaveamento é totalmente silencioso. No esquema está como OUT1 para o buffer e OUT2 para a saída do boost. Um esquema tão simples que não compensa desenhar e fazer uma placa. Uma protoboard é mais que suficiente. Pode ser alimentado sem problemas por uma bateria de 9v que dura meses.

2014-11-21 12.07.14

 

No pedal que montei para mim instalei um led que indica quando o boost está ligado. Quem vê pensa apenas que é um pedal de boost com True Bypass. O resultado não poderia ser melhor. O buffer atua muito bem e a guitarra não perde brilho mesmo utilizando vários pedais na sequência. O boost é limpo e com bastante ganho e empurra bem outros pedais e amplificadores valvulados.

2014-11-21 12.13.22

 ***Atualizado 30-01-2015***

Como disse, não é necessário criar uma placa para o circuito. Mas o meu grande amigo Fábio Luiz desenvolveu um PCI muito legal baseado no esquema que coloquei aqui. Como o potenciômetro é soldado diretamente na placa, elimina o problema de fazer um suporte para ela.

1

2
*****Atualização 15/06/2019*****

Como surgiram algumas dúvidas sobre a ligação na chave DPDT, atualizo aqui com um diagrama simples como funciona. Lembrando que o jack de entrada vai ligado diretamente ao in do circuito e apenas é chaveada a saída entre buffer ou boost:

chave

25 comentários sobre “Buffer + Boost

  1. Bom dia Francisco, te enviei outro email com outra duvida, sobre a ligação dos jacks, alimentação, minha placa esta montada só aguardando o seu retorno para finalizar o projeto, desde já agradeço!!!

  2. Resistores

    1 – 1k

    1 – 510k

    2 – 10k

    2 – 100k

    1 – 1M

    1 – 390 ohm

    Capacitores

    1 – 22nF

    2 – 100nF

    1 – 10uF

    Transístores

    1 – 2N2904

    Pots

    1 – 100kA Log

  3. Francisco nao entendi o lance do out 1 e 2…..como ficaria na montagem do pedal….me esclareça essa dúvida meu amigo?

  4. Olá Jesu. O projeto tem uma entrada e duas saídas. A saída 1 é do buffer e não altera em nada o sinal da guitarra. A saída 2 tem o boost que te dá mais ganho, ajustando no potenciômetro. A vantagem desse projeto é que o buffer atua no lugar do true bypass impedindo que você tenha deterioração do sinal.

  5. Tipo em q parte da dpdt eu ligo o out 1 e o out 2….isso q tô na dúvida

  6. Obrigado pelos esclarecimentos Francisco… só mais um pequeno detalhe que eu queria saber: transistor 2n2904 ou 2n3904??

Os comentários estão desativados.