Fender 5e3

front

Todos que acompanham o blog sabem como eu gosto de construir coisas e trabalhar com eletrônica. Mas também tenho amigos que possuem os mesmos gostos e sempre trocamos informações sobre isso. Neste mês comparilho com vocês a construção de um cabeçote baseado no famoso Fender 5e3.  Desafiei um colega a replicar de forma integral o circuito deste clássico da Fender, todo ponto a ponto, de forma simples e o mais rústica possível. Ele topou a brincadeira e tempos depois me ligou para conferir o resultado.

back

tubesOs transformadores são de produção nacional e se mostraram à altura do circuito.

Como a brincadeira era criar algo extremamente simples e robusto, ele decidiu fazer uma construção ponto-a-ponto sem placa, mas com réguas de terminais.

inside

A construção desta forma permite substituições, ajustes, mods e upgrades com uma facilidade enorme. Apesar da simplicidade este exemplar ficou um dos mais silenciosos que já toquei. Mesmo sem aterramento adequado ele não tem ruídos. Fiz testes com e sem aterramento e os resultados foram excelentes.

Apesar de eu não ser o “Mago” da vez, me interessei de tal forma pelo projeto que decidi estudar mais o circuito. Foi nessa brincadeira que acabei encontrando um site que é uma bíblia sobre o 5e3 e tem todo o tipo de informação possível. Para quem tem, para quem quer ter, para quem quer montar ou então para quem apenas quer adquirir conhecimentos como é o meu caso. Você pode conferir clicando AQUI o site Rob Robinette´s.

Uma das informações mais legais que pude recolher é sobre uma modificação chamada “Switched Negative Feedback”, uma das mais recomendadas do site. O circuito original tem uma dose grande de graves, casando assim com os speakers da época. Hoje em dia a maioria dos speakers possuem muitos graves e com algumas guitarras esse amplificador pode ficar com o som embolado demais. Com uma pequena chave, um resistor e dois fios você pode alternar entre o original e mais duas opções que cortam significativamente os graves e deixam o som bem equilibrado com equipamenos contemporâneos.

Como não poderia faltar, fiz um modesto e pequeno vídeo mostrando as possibilidades sonoras do pequeno gigante 5e3. Aqui vai:

 

 

Anúncios